Política

Vereadores de BH poderão ter que pagar o próprio lanchinho da tarde

Os vereadores de Belo Horizonte poderão ter que arcar com um custo ‘a mais’. Até então os gastos com alimentação e aluguel de escritórios de representação parlamentar podem ser pagos com a verba indenizatória, porém, se a verba for extinta, o pagamento poderá ter que vir do próprio bolso dos parlamentares.

Com o fim desta verba, todos os gastos precisarão ser autorizados e contratados através de uma licitação. Porém, o que for muito difícil para ser contratado por licitação, como no caso do lanche, ficará de fora e precisará ser custeado pelo próprio vereador. “A Casa ainda precisa discutir as rubricas que entrarão no novo modelo. Por exemplo, se a alimentação e o custeio do escritório de representação forem cortados, os vereadores deverão pagar do próprio bolso” esclarece Guilherme Avelar, o diretor financeiro da Câmara.

O projeto que extingue a verba indenizatória está pronto para ser votado. Se aprovado, os vereadores da cidade perderão o direito aos R$15 mil mensais destinados a pagar, por exemplo, o lanchinho da tarde

Comentários


To Top