Política

Rodrigo Maia é eleito para completar o mandato de Cunha na Câmara

Reprodução/EBC

Na madrugada desta quinta (14), o deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi eleito presidente da Câmara dos Deputados com 285 votos, vencendo no segundo turno o deputado Rogério Rosso (PSD-DF), apontado como favorito do Planalto, que teve 170 votos.

Rodrigo Maia, filho do ex-prefeito do Rio Cesar Maia (DEM), vai completar o mandato do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que renunciou ao cargo na semana passada após ter seu mandato suspenso em maio pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Maia comandará a Câmara até fevereiro de 2017, quando terminaria o mandato de Cunha.

Às 0h15, Waldir Maranhão (PP-MA), o vice-presidente da Casa – que exercia interinamente a presidência – declarou a vitória de Rodrigo.

Tendo apoio das bancadas de PSDB, DEM, PPS e PSB, o parlamentar já tinha vencido Rosso no primeiro turno com uma diferença de 14 votos. No segundo turno, conseguiu angariar também o apoio de PDT, PCdoB, PR e PTN.

Seu partido, o DEM, embora faça parte do governo Temer, com o comando do Ministério da Educação, não integra o chamado “Centrão”, que é um bloco informal que reúne siglas mais de centro-direita e que são a base de sustentação do Planalto. No começo do governo Temer, Rodrigo Maia chegou a ser cogitado para a liderança do governo na Câmara, mas acabou preterido pelo líder do PSC, André Moura (SE), aliado de Cunha.

ELEIÇÃO
18 deputados, ao todo, chegaram a registrar a sua candidatura, mas quatro desistiram antes mesmo do início da eleição e retiraram os seus nomes. Depois, no plenário, quando a sessão já tinha começado, Gilberto Nascimento (PSC-SP) deixou a corrida eleitoral e declarou o seu apoio a Rogério Rosso. A votação para presidência da Câmara foi secreta e realizada por meio urnas eletrônicas localizadas em 14 cabines instaladas no plenário.

Houve um intervalo de mais de uma hora entre um turno e outro e durante este tempo, ambos parlamentaresforam de gabinete em gabinete para angariar apoio de outros partidos e conquistar mais votos.

Comentários


To Top