Política

Tumulto, festa e oficialização de quatro candidatos à PBH marcam final de semana de convenções

A duas semanas para o início das campanhas eleitorais, o final de semana na capital mineira foi marcado pela oficialização de outros quatro candidatos à Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). Os deputados federais Luis Tibé (PTdoB) e Marcelo Álvaro Antônio (PR) e os empresários Alexandre Kalil (PHS) e Paulo Brant (PSB) tiveram as candidaturas homologadas pelos respectivos partidos. Todos disputarão como cabeças de chapa.

Houve convenção em clima de festa e outras mais comedidas, como um simples bate-papo entre candidato e eleitores.

Já a convenção do PDT, na qual estava prevista a homologação da candidatura do deputado estadual Sargento Rodrigues, foi marcada por embates fervorosos entre militantes. A oficialização da candidatura de Rodrigues teve de ser adiada.

 

Tibé

tibé

Convenção conjunta entre PTdoB e outros seis partidos, na qual a candidatura do Luis Tibe foi homologada, contou com estrutura de festa (Reprodução/Facebook)

O PTdoB homologou, no sábado (30), a candidatura do deputado federal Luis Tibé. Em convenção conjunta realizada em uma casa de shows na Zona Sul de BH, milhares de militantes apoiaram a candidatura do Tibé, formada pela coligação entre sete legendas: PTdoB, PRP, PSL, PPL, PEN, PTC e SD.

Segundo a organização do evento, a reunião, que teve clima de festa — com shows e telões —, contou com 5 mil apoiadores.

No entanto, um nome para compor a chapa de Tibé como candidato a vice-prefeito ainda não foi definido.

Luis Tibé está no segundo mandato como deputado federal. Um dos fundadores do PTdoB, é presidente nacional da sigla desde 2006.

Em Belo Horizonte, exerceu um mandato de vereador entre 2009 e 2011. Esta é a primeira vez que o político concorre à Prefeitura de Belo Horizonte (PBH).

Marcelo A. Antônio

PR negou aliança com PMDB na capital, e lançou candidatura própria (Imagem: Facebook)

PR negou aliança com PMDB na capital, e lançou candidatura própria (Reprodução/Facebook)

O deputado federal Marcelo Álvaro Antônio teve sua candidatura oficializada em convenção do PR, realizada no domingo (31). A legenda era cobiçada pelo PMDB para compor a chapa do também deputado federal Rodrigo Pacheco (PMDB), pré-candidato à PBH.

Na convenção, a legenda fechou aliança com o nanico PSDC, mas ainda não decidiu quem irá disputar a PBH ao lado do candidato do PR.

Marcelo Álvaro Antônio cumpre o primeiro mandato como deputado federal, e já foi eleito vereador na capital em 2012. Tem forte apelo da população na região do Barreiro, onde nasceu.

Kalil

Alexandre Kalil, candidato à PBH, preferiu uma roda de conversas a discurso político (Imagem: Facebook)

Alexandre Kalil, candidato à PBH, preferiu uma roda de conversas a discurso político (Reprodução/Facebook)

Popular entre os mineiros por ter dirigido o Atlético, o empresário Alexandre Kalil teve sua candidatura ratificada pelo PHS em convenção realizada no domingo (31).

Ainda não foram formalizadas coligações, no entanto, durante a reunião da sigla, o presidente estadual do PHS, o deputado federal Marcelo Aro, garantiu que há conversas avançadas com um “partido grande”. O anúncio virá somente em 5 de agosto, data limite para o fechamento das alianças, conforme prometeu Aro.

O candidato Alexandre Kalil, pouco formal, optou por um bate-papo com os eleitores ao invés de discurso político em palanque.

Kalil é empresário em Belo Horizonte e presidiu o Atlético entre 2009 e 2011.

 Paulo Brant

Empresário Paulo Brant é o indicado pelo atual prefeito Marcio Lacerda (PSB) para sucessão na PBH

Empresário Paulo Brant é o indicado pelo atual prefeito Marcio Lacerda (PSB) para sucessão na PBH (Reprodução/Facebook)

A indicação do atual prefeito, Marcio Lacerda (PSB), para sucedê-lo na Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) teve a candidatura homologada no domingo (31). O empresário Paulo Brant vai concorrer ao pleito, no entanto, coligações com o PSB e a escolha de um companheiro de chapa ainda não foram definidos.

A escolha de Paulo Brant surgiu em meio à divergências com o PSDB, partido historicamente aliado ao PSB na capital. Os tucanos optaram pelo candidato João Leite (PSDB), que teve candidatura oficializada na última sexta-feira (29), selando a ruptura com o partido de Lacerda.

Paulo Brant é natural de Diamantina (Central) e já passou pela Secretaria de Estado de Cultura na gestão Aécio Neves, em 2009.

Tumulto

A convenção do PDT, realizada no domingo (31), estava prevista para marcar a homologação da candidatura do deputado estadual Sargento Rodrigues mas acabou em tumulto.

Embates ente apoiadores da candidatura de Rodrigues e defensores de uma coligação com o PSB acabaram forçando o adiamento da decisão para a próxima quarta-feira (4).

Um vídeo divulgado nas redes sociais registrou o momento de discussão entre militantes do PDT:

Comentários


To Top