Brasil

Senado aprova impeachment de Dilma Rousseff e Temer será efetivado presidente

Reprodução/EBC

Nesta quarta-feira (31) a presidente afastada Dilma Rousseff (PT) foi condenada pelo Senado no processo de impeachment por ter cometido crimes de responsabilidade na condução financeira do governo. O impeachment foi aprovado por 61 votos a favor e 20 contra, sem abstenções. A posse de Temer ocorrerá ainda nesta quarta.

Dilma perdeu o cargo de presidente, mas em outra votação, o Senado deve decidir se a petista perderá também os direitos políticos.

Com a decisão, Michel Temer (PMDB) será efetivado na Presidência da República até 2018. A posse de Temer deve ocorrer em rápida cerimônia no Senado ainda nesta quarta, mas o horário ainda não foi definido.

SEGUNDA VEZ
Fernando Collor, primeiro presidente eleito por voto direto após a ditadura militar, foi o primeiro chefe de governo brasileiro afastado do poder em um processo de impeachment, em 1992. Com Dilma Rousseff, é a segunda vez que um presidente perde o mandato no mesmo tipo de processo.

Dilma Rousseff fará uma declaração à imprensa. Senadores aliados da petista estão se dirigindo ao Palácio da Alvorada para acompanhar o pronunciamento da ex-presidente.

Com Agência Brasil

Comentários


To Top