Política

Assembleia Legislativa recebe pedido de impeachment contra Fernando Pimentel

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) recebeu, nesta terça-feira (25), a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra o governador do Estado, Fernando Pimentel (PT). O ofício encaminhado pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça), contendo cópia da acusação, foi lido pelo presidente da Casa, deputado Adalclever Lopes (PMDB), em sessão plenária.

Pimentel foi denunciado, em julho, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, enquanto foi ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior durante a gestão de Dilma Rousseff (PT).

Recebida a denúncia, o governador será formalmente comunicado pelo presidente da Casa e os deputados decidirão sobre a abertura do processo contra Pimentel no STJ. Segundo adiantou a assessoria de comunicação da ALMG, o rito processual da autorização será inspirado na abertura do processo de impeachment contra Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados. Contudo, caberá à Mesa Diretora da Assembleia e o Colégio de Líderes definir as normas do processo no Legislativo.

Denúncia

Fernando Pimentel é acusado de solicitar R$ 2 milhões ao Grupo Caoa — montadora de automóveis da marca Huyndai no Brasil — em troca de favores junto ao Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, pasta comandada por ele à época. O pagamento de propina, segundo aponta a denúncia, teria sido ocultado em contas de empresas de propriedade de Benedito Oliveira Neto, o Bené, apontado com um dos operadores do esquema.

Denúncia do MPF encaminhada ao presidente da ALMG, deputado Adalclever Lopes (PMDB) por meio de ofício (Reprodução)

Cópia da denúncia do MPF encaminhada ao presidente da ALMG, deputado Adalclever Lopes (PMDB), por meio de ofício (Reprodução)

capturar2

Comentários


To Top