Política

Produtora da campanha de João Leite é invadida e materiais estratégicos são furtados

O escritório da produtora da campanha de João Leite, candidato do PSDB à Prefeitura de Belo Horizonte, foi invadido na madrugada desta terça-feira (25). A sede, localizada no bairro Cruzeiro, na Zona Sul de Belo Horizonte, foi alvo da ação de um criminoso, que levou oito laptops. As polícias Civil, Militar e Federal foram mobilizadas, mas até a publicação desta reportagem, nenhum suspeito havia sido detido.

Segundo relato de uma representante da produtora à Polícia Militar, os aparelhos furtados continham material estratégico do programa eleitoral do candidato tucano. Outros equipamentos, como câmeras de vídeo, que seriam mais valiosos e estavam no primeiro andar do imóvel, foram ignorados pelo assaltante, o que motivou o acionamento da Polícia Federal, para investigar suposto crime eleitoral.

Câmeras de segurança flagraram um rapaz escalar o muro de fachada da sede às 3h41 e, 17 minutos depois, saltar o mesmo muro em direção à rua. Ele estava com uma sacola e, em seguida, colocou o material em uma caixa que estava na rua. Aos militares, o vigia afirmou que flagrou um homem com blusa e bermuda mexendo no lixo, mas imaginou que se tratava de um morador de rua.

Procurada, a assessoria de campanha do João Leite preferiu não se manifestar.

‘Caso de polícia’

Não é a primeira vez que a polícia é mobilizada para atender um assunto envolvendo a disputa pela PBH a partir de 2017. No fim da manhã de terça-feira, os policiais foram acionados para controlar uma manifestação, na região do Barreiro, que causou congestionamento nas brs 040 e 356. O grupo queimou pneus e gritou palavras de ordem ‘Fora, Kalil’. Na última semana, cinco pessoas foram presas com material apócrifo contra o postulante do PHS à Prefeitura de BH.

Comentários


To Top